Single Blog

image description

SP e Rio estão entre as cidades que mais usam o Waze.

Na capital paulista, aproximadamente 1,5 milhão de usuários ativos utilizam o app mensalmente. Já no Rio são 500 mil usuários mensais.

A empresa do aplicativo de navegação colaborativa, Waze, apresentou nesta sexta-feira novidades para o mercado e para o usuário brasileiro. Em um evento, a companhia israelense revelou que o Rio de Janeiro e São Paulo estão entre as cinco cidades que mais usam o serviço no mundo.

SAMSUNG CSC

Na capital paulista, aproximadamente 1,5 milhão de usuários ativos utilizam o app mensalmente. Já no Rio são 500 mil usuários mensais. Os números rivalizam com os registrados em cidades como Los Angeles, Londres, Nova York e Jacarta.

A cidade fluminense se tornou um “case” do aplicativo israelense, que foi comprado pelo Google em 2013 por US$ 1,3 bilhão. O serviço fez uma parceria com a prefeitura da cidade para dispor de serviços ligados ao trânsito em tempo real, sem custos, como explica a responsável por parcerias na América Latina do Waze, Flavia Sasaki.

“O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, entrou em contato com o Waze. Ele pediu nosso apoio para ajudar com a visita do Papa Francisco (em 2013). Era para verificar o sistema de tráfego com as melhores rotas por onde o Papa passou”, disse a executiva.

O programa deu certo e foi usado de exemplo para um novo sistema de parceria global lançado pelo Waze, o W10 Cidadãos Conectados, com dez cidades integrando o Waze ao seu controle de comando. Além do Rio de Janeiro, San Jose, Barcelona, Jacarta, Tel Aviv, Boston, estado de Utah, estado da Flórida, Los Angeles e a Polícia de Nova York.

“Como conceito, eles usam os dados na cidade. Seja para coleta de lixo, pavimentar ruas, alterações nas ruas”, explica Flavia. “Usam o Waze para constatar os problemas, corrigir e investir”, resume.

Novas cidades adotam o W10 Cidadãos Conectados

No Brasil, as próximas cidades que devem adotar o sistema são Petropólis e Vitória. A empresa ainda está conversando Salvador, São Paulo , Florianópolis e Porto Alegre, para também juntar o centro de operações ao app.

Vale lembrar, que a cidade da região Serrana do Rio, Petropólis sempre sofre com enchentes e deslizamentos, algo que pode ser adicionado como recurso ao Waze.

“Não pediram. Mas eles (Petrópolis) assinaram contrato e isso deve entrar nas conversas. No caso de emergência, a gente precisa dessa parceria e comunicação com as prefeituras para alertar sobre ruas que devem ser evitadas”, afima a executiva brasileira que trabalha na nova sede da empresa, nos EUA.

Julie Mossler, diretora de comunicação do Waze, deu como exemplo a ajuda dos usuários durante o evento “Carmaggedon”, quando a principal rodovia de Los Angeles ficou intransitável. “Em Los Angeles, quando teve o “Carmageddon”, nós usamos a oportunidade de falar com a mídia sobre o problema, o que foi amplamente veículado em jornais e TVs”, explica Julie.

Ela cita o exemplo de outro uso do Waze envolvendo o governo: durante o Furacão Sandy, a Casa Branca recebeu informações sobre postos de gasolina que estavam com energia e, portanto, aptos a receber o combustível em suas bombas elétricas, pelo Waze.

Na América Latina, Santiago, Buenos Aires, Cidade do México e Puebla também devem entrar no W10.

Parcerias e eleições

Outra novidade apresentada é o sistema Broadcast do Waze, desenvolvido especialmente para veículos de comunicação. A ferramenta funciona ao dar informações em tempo real do Waze (como velocidade média e rotas alternativas) e de seus usuários. Além de um termômetro que mostra as principais vias livres e com trânsito em um município.

SAMSUNG CSC

Folha de São Paulo, O Estado de SP e Diário do Nordeste estão entre os sites de jornais que já adotaram o sistema. E as rádios Estadão e Sul América Trânsito também já usam o Broadcast. Entre as emissoras de televisão, apenas a Rede Globo possui parceria com exclusividade do sistema em seis praças Brasília, Recife, Salvador, Teresina, Fortaleza, DF, São Paulo e Porto Alegre.

De acordo com Flavia Sasaki, qualquer veículo de comunicação pode aderir ao sistema (exceto as TVs) sem custos. “Basta citar o Waze ao dar as informações”, afirma a executiva.

Para o domingo de eleições, o aplicativo ainda afirma que enviará notificações aos usuários para usar e se comunicar com o sistema, relatando problemas e obter rotas alternativas.

“Para as eleições, nós vamos enviar uma notificação que alerta aos usuários que pode haver congestionamento”, diz a executiva brasileira. “A gente estava debatendo isso e definindo se vai soltar o anúncio hoje ou amanhã”.

Ela ainda confirma que haverá outra notificação aos usuários no dia da eleição.

Fonte: Terra.

Leave Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.