Empresários devem abrir os olhos e investir mais no esporte, diz Giba do Vôlei

Liane Gotlib Zaidler
Especial para a Câmara Brasil- Israel de Comercio e Indústria

Giba festeja no Mundial de 2010 Foto: AFP
Giba festeja no Mundial de 2010
Foto: AFP

Gilberto Amauri Godoy Filho, conhecido como Giba, é considerado um dos maiores jogadores de vôlei de todos os tempos, não só no Brasil mas a nível mundial. Depois de jogar por 23 anos, conquistar os principais títulos pela Seleção Brasileira e ser eleito por seis vezes o melhor do mundo, se aposentou em 2014 aos 37 anos de idade.

Em entrevista exclusiva à Câmara Brasil – Israel, Giba fala sobre o que o esporte ensina para a vida pessoal e por que os empresários devem abrir os olhos e investir mais no esporte.

Você ganhou diversos títulos, inclusive um ouro Olímpico. Quais as características que não podem faltar a um vencedor?
O atleta jamais pode se sentir na zona de conforto. Quando ele começa a achar que está bom, é justamente quando ele começa a cair. Nossa tônica durante esses doze anos de títulos, foi justamente a de tentarmos alcançar a nós mesmos, já que estávamos em primeiro lugar, sempre treinando mais e buscando mais.

O que o esporte ensina que pode ser levado para a vida pessoal?
O que eu levo para a minha vida pessoal é a disciplina que eu sempre tive durante toda minha vida, seja com horários, alimentação, etc… Comecei a jogar com 13 anos e saí de casa aos 15 e foi a disciplina, juntamente com a concentração e o foco, que me ajudaram a chegar onde eu cheguei. Acho que esse é o melhor conselho para quem quer sucesso, seja no esporte, no trabalho ou na vida pessoal.

Qual foi o momento mais marcante de sua trajetória no esporte?
A maioria das pessoas pensa que foi o ouro olímpico de 2004, mas o momento mais marcante foi quando ganhei o campeonato infanto-juvenil na Turquia em 1993. Foi nesta ocasião que tomei a decisão mais importante daminha vida e decidi que seria um jogador profissional de volêi.

O que é o team builiding e como ele pode ajudar uma empresa? Quais as semelhanças do trabalho no esporte e em uma empresa?
Tenho feito muitas palestras sobre team building, onde faço uma analogia entre o esporte e o mundo corporativo. A comunicação que existe entre o capitão do time e o técnico é semelhante à hierarquia que existe dentro do mundo empresarial. A grande mensagem que eu sempre tento passar é de que o individual nunca deve prevalecer sobre o coletivo, pois ninguém ganha nada sozinho. Para alcançar o sucesso é necessário um bom trabalho de equipe.

Qual a importância das empresas patrocinarem atletas, times e eventos esportivos e qual o benefício para essas empresas?
Muitos empresários e empresas apenas consideram fazer anúncios nas mídias tradicionais, como jornais, revistas e televisão. O que muitos deles ainda não perceberam, é que quando patrocinam um time, eles tem como consequência uma presença enorme na mídia, posicionando sua marca ou produto na cabeça do consumidor. Essa é uma ferramenta extremamente poderosa e positiva e que além de tudo incentiva o esporte. Os empresários devem abrir os olhos e investir mais no esporte.